ConnectingChemistry

“Se existe algo em que acredito piamente, é que as pessoas são a chave para o nosso sucesso. E é algo que não só acredito, mas que ponho em prática todos os dias no meu cargo como Chief Human Resources Officer, na Brenntag. Somos uma empresa fortemente orientada para pessoas. Sermos atraentes para potenciais novos funcionários e continuarmos atraentes para os nossos atuais funcionários é a maior meta do nosso departamento de recursos humanos.

Em conjunto com a minha equipa global, fazemos de tudo para concretizar a nossa ambição. Desejamos conetar as pessoas à nossa empresa – à nossa visão, estratégia, metas, e aos nossos parceiros. Ter funcionários competentes e apaixonados é, em tudo o que faço, a meta dourada pela qual batalho. Sinto muito orgulho em trabalhar para uma empresa que tem nas pessoas a alma de seu negócio.

Entrevista com Marion Mestrom

"As pessoas são o cerne do nosso negócio."

Marion Mestrom trabalha como diretora de recursos humanos do grupo Brenntag, respondendo perante o Presidente, na sede da Brenntag em Essen, na Alemanha. Nesta função, definiu e alinhou a visão e estratégia de RH, definiu a agenda e está a conduzir as ambições dos recursos humanos da Brenntag até ao próximo nível. Nesta entrevista, partilha o que faz com que trabalhar na Brenntag seja tão especial, e dá-nos uma visão geral sobre a sua visão de RH para a Brenntag.

Marion, o que a atraiu na Brenntag quando decidiu trabalhar para a empresa em 2015?

Quando fui abordada por uma empresa de investigação para este cargo, não conhecia a Brenntag. Fiz algumas pesquisas na internet para obter algumas informações e uma primeira impressão. O que me atraiu foi o facto de a Brenntag ser uma empresa de sucesso com uma estratégia clara e com ambição, criando valor através do alcance global. O que ficou claro nas entrevistas foi o rosto humano da empresa – uma empresa aberta e direta com o objetivo sincero de construir RH globais. Gostei imenso disso. A Brenntag, é certamente uma empresa direcionada para as pessoas com espírito empreendedor. Todos estes aspetos foram a confirmação de que a Brenntag era a empresa certa para mim.

Qual diria que é a melhor parte do seu trabalho?

A melhor parte do meu trabalho é trabalhar para uma empresa grande com pessoas empenhadas, ser capaz de liderar a mudança em direção a uma empresa de pessoas ainda mais global e moderna, bem como encontrar o equilíbrio certo entre o nosso espírito empreendedor e a globalização necessária. É ótimo estar numa posição que me permite colaborar na elaboração do futuro da Brenntag e, ao mesmo tempo, trabalhar com uma mistura de gerações e culturas.

Qual é a sua visão para os RH na Brenntag?

A minha visão para a Brenntag é que seja o empregador de eleição. Para o conseguir, precisamos de garantir que não só somos atrativos para potenciais novos colaboradores, mas como também permanecemos continuamente atrativos para os colaboradores atuais. As pessoas são um recurso escasso. Encontrar as pessoas certas e investir nas nossas pessoas existentes, é vital para o sucesso da nossa empresa agora e no futuro.

Ter pessoas apaixonadas e competentes é uma combinação de excelência que cria sucesso para a empresa e também para as próprias pessoas. É claro que as pessoas são o recurso mais importante que se pode ter numa empresa. Se na Brenntag não tivermos as pessoas certas, então não teremos sucesso. As pessoas são o principal indicador, porque são elas que projetam uma estratégia, que a executam, vendem os produtos e criam relações comerciais duradouras, interna e externamente. Então, são as pessoas que estão no centro do nosso negócio.

No filme vemo-la em Roterdão. Qual é a ligação com essa cidade?

Fiz o meu Mestrado em Gestão de Empresas em Roterdão. O que sempre gostei em Roterdão foi o facto de ser uma cidade detentora de uma mentalidade prática e que se desenvolveu de muito tradicional para uma cidade muito moderna. Sempre admirei a combinação da visão e da mentalidade prática nas pessoas e nas empresas, pois isso significa “fazer as coisas certas".

Para mim, a Brenntag tem muitas semelhanças com Roterdão. Também temos essa mentalidade pragmática de “poder fazer” que é absolutamente necessária para sermos bem-sucedidos. Como é óbvio, somos estratégicos; temos uma visão que em conjunto com esta mentalidade realmente demonstra a nossa visão e estratégia.

O que diria a um(a) candidato(a) a emprego sobre os motivos para se juntar à Brenntag?

Diria que a Brenntag é realmente uma grande empresa para se trabalhar. É uma empresa que tem muito sucesso, que tem uma ambição, que não é complacente e é uma empresa orientada para as pessoas. Acreditamos nos nossos valores e abraçamo-los. Safety First é, obviamente, enquanto distribuidor químico, uma necessidade absoluta e é sempre importante para as nossas pessoas estarem e sentirem-se em segurança.

É também vital para os nossos clientes e para os fornecedores que, sejamos muito mais do que um parceiro que acrescenta valor, que sejamos também um parceiro seguro e confiável. Desta forma, os nossos funcionários têm o poder de tomar as decisões certas tendo em vista a segurança. Obviamente, os nossos outros valores também são importantes.

Marion, o que é que ConnectingChemistry significa para si?

É claro que ConnectingChemistry tem a ver com a ligação entre os nossos fornecedores, clientes e pessoas. Mas a partir de uma perspetiva de RH, ConnectingChemistry é também sobre como ligar as nossas pessoas à nossa empresa, de forma a que elas se apaixonem pela Brenntag e por aquilo que fazem. Ligar as pessoas à estratégia e objetivos da empresa, aos seus colegas, aos nossos valores e aos nossos parceiros em toda a cadeia de valor. Isto é o que ConnectingChemistry significa para mim. Estar e sentir-se ligado é a base para a paixão que, mais uma vez, é a chave do sucesso.

Marion in her office.

Factos sobre Marion Mestrom

Cidade natal:

Montfort, Holanda

Vida pessoal:

Tenho um filho com 18 anos.

Formação:

Tenho três mestrados:

Ciências da educação (Universidade de Nijmegen, Países Baixos),
Pedagogia (Universidade de Leiden, Países Baixos),
Administração de empresas (Erasmus Universiteit Rotterdão/Simon Business School – Universidade de Rochester, Nova Iorque).

Carreira na Brenntag:

Comecei a trabalhar para a Brenntag em 2015, como diretora de Recursos Humanos.

Ocupação dos tempos livres:

Gosto de estar ao ar livre porque gosto da natureza. Podemos realmente libertar a nossa cabeça durante caminhadas, uma corrida, andar de bicicleta ou esquiar. Também gosto de cozinhar com os amigos, ouvir música ou ler.

Por último, mas não menos importante, adoro passar tempo com o meu filho. Infelizmente, o tempo é escasso, mas tento encontrar o equilíbrio entre o meu trabalho e fazer todas as outras coisas de que gosto.

Passadas ou presentes, quais as pessoas famosas com quem gostaria de jantar?

Poderia pensar em inúmeras pessoas, mas uma que gostaria de mencionar é Nelson Mandela. Estive em Robben Island e vi as circunstâncias em que foi mantido em cativeiro durante muitos anos. Respeito ainda mais o facto de se ter mantido muito equilibrado durante esse tempo e que tenha conseguido tornar-se presidente.

É nisto que acredito: Temos de saber o que queremos alcançar - corra atrás disso e arraste as pessoas consigo - não desista - discuta e desafie, mas sempre com respeito.