ConnectingChemistry

“Felizmente, o meu pai guiou-me para uma empresa que tem a sustentabilidade no seu DNA – a Brenntag. Principalmente no Chile, temos uma paisagem natural espetacular e um tanto impressionante “ao virar da esquina”. Preservar esse milagre da natureza intato e seguro é uma preocupação principal minha e de todos na Brenntag.

Manusear produtos químicos requer uma responsabilidade enorme, não apenas perante os nossos próprios empregados, mas também perante a sociedade em si. Como Supervisor da planta, é minha responsabilidade conetar todos os aspetos da sustentabilidade no meu trabalho diário.

Colocar sempre a segurança, qualidade e meio-ambiente em primeiro lugar nas nossas ações é o meu objetivo junto à minha equipa. Tenho orgulho em trabalhar para uma empresa que tem o seu coração no lugar certo, quando se trata de algo tão importante quanto a sustentabilidade.”

Entrevista sobre o trabalho de Marco na Brenntag

“Cuidamos de nós mesmos ao zelar pelo meio-ambiente”

Marco Riquelme esteve na Brenntag Chile por 20 anos e conhece a empresa profundamente. É o Supervisor da planta e Chefe da Brigada de Emergência nas instalações de Santiago do Chile e de forma geral leva muito a sério a sua responsabilidade no que respeita ao meio-ambiente e à segurança de sua equipa. Pensar em sustentabilidade e agir conforme os seus princípios é a base do seu trabalho diário.

Marco, como se desenvolveu a sua carreira na Brenntag Chile nos últimos 20 anos?

O meu pai trabalhou como motorista de caminão durante toda a vida e passou 25 anos transportando produtos para a Brenntag Chile. Quando eu estava na escola, ele contava histórias sobre o seu trabalho e os perigos dos produtos que são alí manuseados. Para mim, ele era um super-herói que enfrentava riscos diariamente e voltava para casa emsegurança. Admirava-o e queria ser como ele.

Quando surgiu a oportunidade, apresentei-me com 19 anos de idade, no escritório da empresa e fui aprovado no processo de seleção. Na Brenntag, comecei a dedicar-me principalmente aos serviços de limpeza. Fui transferido e promovido a Operador Junior da planta de enchimento de tambores e, seguidamente a Operador Sênior da planta, trabalhando na estação de caminões. Continuei sendo Supervisor do depósito e, então, Supervisor do pátio.

Como podem ver, trabalhei em todas as áreas de operações antes de ser promovido à minha atual função como Supervisor da planta. Sou agora o responsável pelo planeamento, execução e controlo de numerosas atividades, tais como planta de enchimento dos contentores, carga/descarga em massa de caminões e mistura de plantas. Entretanto, e acima de tudo, a minha responsabilidade principal é assegurar a segurança e integridade da minha equipa, responsabilidade de duas pessoas na planta de mistura e combinação, três na estação de caminões e oito na estação de enchimento de tambores. Além disso, sou também o Chefe da Brigada de Emergência interna. Como Supervisor da planta, a minha tarefa é conetar todos os aspeos de sustentabilidade no meu trabalho diário.

Qual seria a melhor parte de seu trabalho?

De longe, a melhor parte é trabalhar com a equipa que lidero. Tenho pessoas que me ajudam e acompanham em tudo o que faço, com a capacidade de trabalhar com alegria. É uma equipa em que cada um cuida do outro e se encoraja mutuamente. Podem todos aprender entre si. Isso começa de manhã cedo, quando reúno a equipa para o discurso CASA* de cinco minutos.

Durante o discurso, e antes de começar o trabalho, abordo questões sobre qualidade, segurança ou meio-ambiente relevantes para o trabalho planeado para o dia. Como líder da equipa, considero minha responsabilidade garantir que possamos voltar para casa seguros todos os dias e, portanto, enfatizo muito o nosso programa CASA e a compreensão diária das suas mensagens centrais. Pensar na sustentabilidade e agir de acordo com estes princípios é a base do meu trabalho.

Parte da sustentabilidade é o meio-ambiente. Por que acha que é importante que a Brenntag se empenhe na proteção ambiental?

Porque a proteção ambiental é importante para todos e fundamental no que diz respeito ao tipo de produtos que manuseamos. Uma empresa que destrói o meio-ambiente, destrói a si mesma; a sociedade que destrói o meio-ambiente, destrói a si mesma. Permite-nos viver, portanto cuidar dele é uma responsabilidade mútua. Sem essa preocupação, a Brenntag não poderia ser sustentável, especialmente se considerarmos a natureza perigosa das substâncias com as quais trabalhamos.

Como descreveria a consciencialização ambiental da Brenntag Chile e quais os exemplos dessa abordagem existentes nas instalações de Santiago?

A posição da Brenntag Chile para com a proteção ambiental é um compromisso claro de respeito, cuidado e avaliação de nosso meio-ambiente, otimizando o uso dos recursos naturais, prevenindo a poluição e minimizando os impatos ambientais. Encoraja-nos a tomar conta de nós mesmos, cuidando do nosso meio-ambiente. Essa atitude é muito integrada em cada uma de nossas atividades.

Hoje, por exemplo, seria inconcebível jogar fora papel ou lixo reciclável num aterro. Todos nós tentamos minimizar o uso de recursos naturais. O mesmo se aplica à energia. Se, por exemplo, deixar as luzes do seu escritório acesas por muito tempo, alguém chamará a sua atenção e até as desligam por si. Vivemos o chamado princípio dos 3R: redução, reutilização e reciclagem.

Isso inclui, por exemplo, a redução de lixo, consumo de água ou energia, bem como a reutilização de contentores e reciclagem de paletes, plásticos, vidro e papel. Há alguns anos, instalamos um painel solar para aquecer a água das instalações sanitárias dos nossos motoristas contratados.

Outro pilar muito importante da sustentabilidade é a segurança. Qual o seu ponto de vista sobre isso?

Para mim, o valor essencial e mais importante da Brenntag é que deveríamos valorizá-la e cuidá-la diariamente e em cada atividade. Estou muito orgulhoso em ser líder da nossa própria Brigada de Emergência interna e contribuir para tornar a Brenntag em Santiago num local seguro para se trabalhar.

Tenho muita consciência da responsabilidade da minha equipa em assegurar que todos cheguam acasa seguros todos os dias. Nas nossas instalações em Santiago, e acredito que, em todas as instalações da Brenntag no mundo, cada empregado tenha em mente o valor “Safety First” (“segurança acima de tudo”), o qual me faz ter muito orgulho em trabalhar para esta empresa.

As instalações de Santiago estão muito próximas de uma área residencial. A Brenntag Chile envolve-se em alguma ação comunitária?

Convidamos regularmente os nossos vizinhos para os nossos encontros de preparação para emergência como parte da nossa formação de emergência anual. Podem ver como a nossa brigada trabalha, visitar as nossas instalações e esclarecer quaisquer preocupações quanto ao fato de serem vizinhos de uma planta de distribuição química de grande porte. Como empresa, acho muito importante ser um membro responsável da comunidade.

Além disso, temos trabalhado num projeto de responsabilidade social junto a uma escola próxima, por vários anos. Este é um projeto grande que a nossa equipa CASA coordenou com sucesso, oferecendo auxílio técnico e financeiro à escola, a fim de organizar um curso técnico de Operador Químico para os seus alunos jovens. O programa escolar inclui uma especialização em laboratório químico. Tudo isso engloba um sistema de formação dual, em que dois alunos vêm para a nossa planta durante dois dias por semana nos seus dois últimos anos do curso escolar para adquirir experiência prática.

Além disso, todos os alunos são convidados a visitar a nossa planta com os seus professores num dia de excursão, com a intenção de aprender mais sobre o que fazemos. Tudo isso os ajuda a melhorarem os seus conhecimentos e a aumentarem os seus níveis de empregabilidade quando terminarem a escola. A Brenntag têm empregado muitos desses alunos regularmente.

Marco, o que “ConnectingChemistry” significa para si?

Para mim, é importante não apenas vender produtos químicos, mas também atender os nossos clientes. Aqueles clientes que fabricam os produtos para o nosso consumo e, então, no fim do ciclo, somos os nossos próprios clientes. “ConnectingChemistry” serve para nos conectar com nós próprios.

Eu contribuo com a minha liderança, responsabilidade, valores e sendo um multiplicador dos princípios da Brenntag. Além disso, tento assegurar que nossa equipa compartilha dos valores da empresa e se esforça em fornecer os melhores serviços aos nossos clientes.

* CASA: Calidad, Seguridad & Salud y Medio Ambiente (o programa QSHE da Brenntag da América Latina)

Fact Sheet de Marco Riquelme

Cidade natal:

Santiago de Chile

Idade:

38

Vida pessoal:

Sou o mais velho de 4 irmãos: 3 meninos e uma menina. Tenho muita sorte em ter pais maravilhosos. Vivo com minha namorada há três anos. Sou padrasto de uma garotinha que é a alegria de nossa família; penso nela como se fosse minha própria filha. Criamos juntos um lar maravilhoso. Juntos, formamos uma família incrível, grande e feliz.

Formação:

Técnico em construção metálica; técnico de emergência de materiais perigosos

Carreira na Brenntag:

Na Brenntag, comecei a dedicar-me principalmente aos serviços de limpeza. Tornei-me Operador Junior da planta de enchimento de tambores e, de seguida, Operador Sênior da planta, a trabalhar na estação de caminões.

Fui então, promovido a Supervisor responsável e, depois a Supervisor de pátio. Fui promovido a Supervisor de manutenção da planta de Santiago e, finalmente, cheguei a minha função atual como Supervisor da planta da estação de enchimento, incluindo planta de enchimento, enchimento em massa e mistura e combinação. Além disso, sou o chefe da Brigada de Emergência interna.

Infância:

Na época, mesmo com os nossos poucos recursos, julgo que tive uma infância feliz, sempre com uma bola de futebol, um gato e um cachorro.

Até hoje, sempre paro para acariciar um cachorro ou gato que atravessa a rua; amo animais. Sou da geração que brincava na rua, no parque ou em casa com amigos. Aqueles que fingiam ser super-heróis e que voltavam sujos para casa no final do dia.

Sou da geração que não tinha smartphones, Nintendo, videogames ou computadores. Resolvíamos tudo usando nossa imaginação.

Tempo livre:

Gosto de praticar desportos, como jogar futebol ou correr e, por outro lado, aprecio ir a cinemas e teatros. Embora ultimamente tenha tido pouco tempo, tenho sido voluntário da Cruz Vermelha por muitos anos, coordenando acampamentos de verão para jovens no Chile.